Ao final da catequese desta quarta-feira, 4, o Papa Francisco voltou a mencionar a situação dos cristãos no Oriente Médio. Na saudação aos peregrinos da Polônia, o Santo Padre recordou que, neste domingo, será celebrado no país o Dia de Solidariedade com a Igreja Perseguida, promovido pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) junto com a Conferência Episcopal polaca.

“Este ano, a ajuda espiritual e material é destinada particularmente aos cristãos na Síria. Que a vossa obra de oração e de solidariedade leve alívio e suporte aos irmãos e irmãs que sofrem por Cristo no Oriente Médio e em todo o mundo”.

Recentemente, o Papa renovou o apelo pela reconciliação e paz na região. Durante o Sínodo dos Bispos realizado no último mês de outubro, Francisco convidou os padres sinodais a dedicarem orações a essa intenção e renovou o apelo à Comunidade Internacional para que se resolva o conflito em curso.

“Estamos dolorosamente atingidos e seguimos com profunda preocupação o que está acontecendo na Síria, Iraque, Jerusalém e na Cisjordânia, onde assistimos a uma escalada de violência que atinge civis inocentes e continua a alimentar uma crise humanitária de enormes proporções”, disse o Papa na ocasião.

Fonte: Da Redação Conção Nova, com informações do Vaticano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.