Guarda Suíça é o menor exército profissional do mundo, e provavelmente o que mais chama a atenção por sua solenidade, sua fidelidade ao Papa e, sobretudo, por seu uniforme chamativo.

Agora, uma exposição nos Museus do Vaticano vai além de qualquer aparência e mostra o que há por trás de um dos corpos de segurança mais peculiares e também um dos mais desconhecidos do mundo.

“Creio que não há um turista no mundo que vindo a Roma não queira ver ao menos uma vez e, inclusive, tirar uma foto com um Guarda Suíço. É o corpo militar mais famoso e popular do mundo”, disse o diretor dos Museus do Vaticano, Antonio Paolucci.

O autor

“No começo eu entrei em suas vidas um pouco na ponta dos pés , mas com o tempo, nos tornamos amigos. Eles me explicaram em que consistia seu trabalho e eu lhes explicava como fazemos as fotografias. Foi uma grande colaboração”, destacou o fotógrafo, Fabio Mantegna.

Mantegna explica que as fotografias se aproximam dos aspectos cotidianos, como almoço em comum, a preparação física, como se vestem antes de saírem para cumprir com seu dever de proteger o Papa e manter a ordem nas dependências do Vaticano. São fotografias que mostram que ser um Guarda Suíço é muito mais que um trabalho.

“Vai mais além de uma profissão onde se registra pela manhã quando entra e à tarde quando sai. Nosso serviço vai muito mais além! Muitos, inclusive, descobrem a beleza da fé com as catequeses para adultos. É um serviço profundo apesar de todas as dificuldades que se pode encontrar e também é muito gratificante servir ao sucessor de Pedro”, confessou o Guarda Suíço, Urs Breitenmoser.

Até 12 de junho todas as fotografias permanecerão expostas nos Museus do Vaticano. Também os uniformes usados em cada ocasião, como por exemplo, quando a toca a banda da Guarda.

Fonte: http://noticias.cancaonova.com/vaticano-exposicao-mostra-bastidores-da-guarda-suica/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.