No Dia Mundial dos Refugiados, Papa Francisco posta mensagens no twitter recordando drama vivido por quase 70 milhões de pessoas

Da redação Canção Nova

No Dia Mundial dos Refugiados, lembrado nesta quarta-feira, 20, o Papa Francisco postou em seu twitter duas mensagens recordando o drama vivido por mais de 68,5 milhões de pessoas no mundo.

Francisco destacou que “a dignidade da pessoa não depende de ela ser cidadã, migrante ou refugiada”. E que a atitude de “salvar a vida de quem foge da guerra e da miséria é um ato de humanidade”.

Papa Francisco postou duas mensagens com apelos em favor dos migrantes e refugiados / Foto: Reprodução Twitter Oficial

Mais cedo, o Santo Padre twitou a seguinte mensagem: “Encontramos Jesus no pobre, no rejeitado, no refugiado. Não deixemos que o medo nos impeça de acolher o próximo necessitado!”

Segundo relatório divulgado ontem, 19, pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), em 2017, o número de pessoas deslocadas por guerras, violência e perseguições bateu um novo recorde pelo quinto ano consecutivo. Do total de 68,5 milhões de pessoas forçadas a se deslocar, 25,4 milhões haviam cruzado fronteiras, tornando-se refugiados. 

Durante seu Pontificado, Francisco fez vários apelos em favor dos migrantes e refugiados. No Angelus do último domingo, 17, o Papa lembrou a possível adoção Pacto Mundial sobre os Refugiados e afirmou: “Espero que os Estados envolvidos nesse processo cheguem a um acordo para assegurar, com responsabilidade e humanidade, assistência e proteção aos que são forçados a deixar seu país”.

Na semana passada, o Pontífice também se manifestou em mensagem aos participantes de um encontro sobre Migração Internacional, destacando que “é preciso considerar o migrante, não como ameaça, mas como alguém que pode contribuir com a sociedade.

Comentários 1

  1. Hello there! This is my 1st comment here so I just wanted to give a quick shout out and tell you I truly enjoy reading through your blog posts.

    Can you recommend any other blogs/websites/forums that go over the same subjects?

    Thanks for your time!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.